Advogado é detido em Olivença por desacato e resistência à prisão

Jorge Silva | 13:33 | 0 comentários

Uma ronda de rotina realizada na madrugada desta terça-feira (18) na cidade de Olivença, sertão alagoano, resultou na prisão de um advogado e procurador legislativo. Testemunhas acusam abuso de poder dos militares, enquanto membros da PM acusam o homem detido de desacato a autoridade e resistência á prisão.
ação policial aconteceu em um bar no Centro da cidade, com militares do Pelotão de Operações Especias (Pelopes) lotado no 7º Batalhão da cidade de Santana do Ipanema, anunciando que uma revista seria feita. Porém, uma das pessoas que estavam no bar, o advogado e procurador legislativo, Sandro Soares Lima, se recusou a ser revistado.
Além disso, o advogado pediu insistentemente para os militares se identificarem, mesmo estando fardados e com a viatura da PM identificada. Após discussões, Sandro acabou algemado, colocado na viatura e encaminhado para a 2ª Delegacia Regional de Polícia, em Santana.
Uma pessoa que estava junto do advogado, afirmou que a prisão teria sido feita por abuso de autoridade dos policiais militares. Por outro lado, o CadaMinuto apurou junto a um dos integrantes do 7º BPM, que houve desacato, resistência, com palavras de baixo calão e que tudo foi gravado pela equipe que registrou a ocorrência.
Na delegacia regional, um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) foi assinado, no qual consta que Sandro Soares foi preso por: resistência, desobediência e desacato e posteriormente liberado, enquanto o 

:

:

0 comentários